Saiba como começar seus investimentos em Bitcoin!

Atualmente, o investimento em Bitcoin está cada vez mais popular. Motivos não faltam para isso. O principal deles é a expectativa de ganho. Enquanto boa parte dos produtos de renda fixa não entregam nem 1% ao mês, a moeda digital pode apresentar ganhos maiores.

Além disso, a instabilidade não é exatamente um problema para o mercado Bitcoin. Por ser uma moeda descentralizada, que não está vinculada a governos, ela não sofre com crises políticas, por exemplo. Já as moedas nacionais, como o próprio real, tendem a oscilar mais.

Abertura de conta na corretora

O primeiro passo para quem deseja ter investimentos em Bitcoin é abrir conta em uma corretora que negocie a moeda. O cadastro é feito de maneira simples.

Depois disso, a empresa irá solicitar a apresentação de alguns documentos. Assim que todos os dados forem verificados, a plataforma de compra será liberada para que o usuário possa acessá-la.

Todas as corretoras possuem um espaço exclusivo em que o investidor pode transferir o dinheiro e comprar a moeda. Um dos fatores mais interessantes sobre o Bitcoin é que ele pode ser comprado em pequenas unidades (satoshis). Então, mesmo que 1 BTC esteja com valor alto, é possível adquirir uma pequena parte para investir.

O interessado pode comprar o BTC e deixá-lo parado em uma corretora. Mas, caso queira ganhar mais dinheiro, é possível efetuar operações de trade e arbitragem.

O trade de Bitcoins consiste em trocar a criptomoeda por outras moedas, assim como acontece nas casas de câmbio. Nesse caso, o investidor prevê que a moeda que ele está comprado vai se valorizar, enquanto a outra se desvalorizar em algum espaço de tempo.

Já a arbitragem de Bitcoins é a compra e venda da moeda. Esse recurso permite lucrar com a diferença de preços entre as exchanges.

Quanto investir em Bitcoin

Além de como obter Bitcoins, outra dúvida que muitas pessoas têm é quanto se deve investir nessa criptomoeda. Porém, essa pergunta não possui apenas uma resposta, pois depende de cada indivíduo.

Quem vai investir em Bitcoin precisa se questionar o quanto deseja ganhar — e o quanto está disposto a perder. Lembrando que o BTC é instável. O risco é inerente a esse tipo de investimento, mas isso não o faz menos atrativo.

Para aproveitar esse cenário, é importante destinar apenas o que não será utilizado no curto prazo, ou seja, o que está “sobrando” no orçamento. O primeiro investimento pode ser feito com apenas alguns satoshis, ou seja, frações de Bitcoin, e depois ir aumentando aos poucos.

Também é imprescindível ficar atento às análises do mercado. Portanto, ler e estudar sobre o tema vale a pena para quem quer lucrar com as criptomoedas.

Investimento seguro

As transações de Bitcoins são confiáveis, pois são validadas pela Blockchain, uma rede descentralizada, ou seja não há um servidor central para ser hackeado ou desligado. Nela, todas as operações com a criptomoeda são registradas, como se um fosse um livro contábil.

Essas transações são invioláveis porque são auditadas pelos mineradores. Dessa forma, todas as movimentações envolvendo Bitcoin passam por um criterioso processo. Isso garante, por exemplo, que uma mesma moeda não seja utilizada duas vezes.

Cabe notar que a criptomoeda não possui intermediação bancária, sendo que a custódia é do usuário.

Futuro do mercado Bitcoin

Apesar de ainda ser incerto, o futuro do Bitcoin gera muita expectativa ao redor do mundo. Cada vez mais, lojas e empresas aceitam a moeda como forma de pagamento, sendo que isso tende a aumentar.

Em função, espera-se que com o aumento da popularização do BTC, ele se torne tão comum quanto uma moeda comum. Portanto, a perspectiva em torno da criptomoeda é positiva, o que ajuda a valorizar ainda mais o seu preço — e rendimento.

Voltar para posts

A revolução financeira é para todos.
Cadastre-se no Quantum!

ABRIR MINHA CONTA